.NOTÍCIAS
Baja Loulé
Ricardo Leal dos Santos em destaque na Baja de Loulé
Penalização de 30 mintos afastou equipa do top 5
Numa prova marcada por inúmeros percalços Ricardo Leal dos Santos, acompanhado de João Luz, concluiu a sua participação na Baja de Loulé na 7ª posição entre os 40 concorrentes à partida, mostrando todo o seu saber – apesar de adoentado – aos comandos da máquina que é habitualmente pilotada por Miguel Casaca nas provas do Campeonato em Portugal de Todo-o-Terreno.

Partindo adoentado para esta segunda jornada do Campeonato de Portugal de Todo-o-Terreno, aos comandos da Nissan Navara que ostentava o número 518, Ricardo Leal dos Santos e o seu parceiro de muitas anteriores aventuras enfrentaram diversos contratempos. Primeiro foram os problemas registados com o desembaçiador da Nissan no primeiro dia de corrida que limitaram o andamento na etapa inicial. No segundo dia e depois de uns primeiros bons 30 quilómetros registou-se um problema na caixa de direção da Nissan que teve de ser mudada entre SS2 e SS3. Uma operação que se permitiu à equipa continuar em prova acabou por a penalizar em 30 minutos.

Para o piloto de Coimbra que partira para esta prova apostado em desfrutar ao máximo deste seu regresso esporádico à competição. “o objetivo foi cumprido, apesar dos diversos percalços que condicionaram o nosso andamento, sem os quais poderíamos eventualmente ter conquistado a quinta posição. O importante era participar, tentar fazer o melhor e divertir-me com o meu grande amigo João Luz com quem já não fazia uma corrida há mais de dois anos. No primeiro dia tive de guiar com uma visibilidade que, por vezes, era nula. Sentimos extremas dificuldades em manter o carro em prova”, revela Ricardo Leal dos Santos, que acrescenta “No segundo dia ainda andámos bastante bem, estávamos a fazer um bom tempo, até se ter avariado a caixa de direção. É uma parte mecânica extremamente complicada de se mudar: no Dakar chega a ser uma operação para uma noite, mas a equipa da ARC esteve fantástica e fez esta operação em apenas uma hora. No derradeiro setor, já com tudo perfeitamente operacional, conseguimos finalmente divertimo-nos. Ultrapassámos uma dúzia de concorrentes e foi um prazer ver o profissionalismo do João Luz, depois de mais de dois anos parado, a não falhar uma única nota, num traçado onde tive um enorme prazer a pilotar”.
NOTÍCIAS ANTERIORES
Não existem mais notícias


CONTACTOjpbarros@newspeed.pt REDES SOCIAISfacebook | youtube TODOS OS DIREITOS RESERVADOSbamp-dakar.com © 2014 DESENVOLVIDOlucasview.com